Publicidade

 

 
 10/09/2019    07:03hs     -     atualizado: 10/09/2019    17:23hs

Dirigente do Athletico insinua corrupção após erro do VAR

Petraglia detona arbitragem por pênalti contra o Athletico-PR: 'Incompetência ou corrupção'. Já Paulo André disse que foi vergonhoso e que foram garfados

Rodrigo Carvalhães de Miranda analisando o lance polêmico no VAR - Crédito: Reprodução/Twitter/Athletico
Publicidade

O pênalti marcado contra o Athletico-PR no empate em 1 a 1 com o Santos, no ultimo domingo (8), na Vila Belmiro, causou a ira do presidente do Conselho Deliberativo do Furacão, Mario Celso Petraglia. Após a partida válida pela 18ª rodada do Brasileirão, o cartola usou as redes sociais para detonar a arbitragem da competição.

"Estamos cansados de erros de arbitragens contra nós! A esperança do VAR não existe mais, o 'erro' agora fica oficializado! A nossa torcida que se manifeste e reaja! Pedir à Direção do Furacão que façamos alguma coisa de nada resolve! Estamos todos esses anos lutando contra o sistema, além de cansada se sente impotente! O ano passado foi a mesma história na Vila e no Beira-Rio! O nosso projeto vitorioso carimba na testa do Brasil que ou existe incompetência ou corrupção! Não deixam nosso Athletico seguir sua vida em paz! O tempo será o senhor da razão!!!" - escreveu o dirigente.

O lance que motivou a reclamação de Petraglia aconteceu aos 41 minutos do segundo tempo. Marinho recebeu lançamento de Pará, matou no peito e avançou em direção à área, mas foi derrubado por Braian. O árbitro Rodrigo Carvalhães de Miranda marcou falta fora da grande área inicialmente. Porém, ao ser chamado pela equipe do VAR, ele foi revisar a jogada. Em seguida, ele mudou a decisão e assinalou o pênalti a favor do Santos. O meia Carlos Sánchez cobrou aos 45 e empatou o jogo (veja lance abaixo).

 

As reclamações do Athletico-PR não ficaram apenas com o seu presidente do Conselho. O diretor de futebol do clube, Paulo André, também criticou a arbitragem.

"Eu não estou falando de interpretação, mas sim com lances do VAR. São vários ângulos. A arbitragem não pode ser irresponsável. É vergonhoso. Fomos garfados aqui. Isso é inadmissível. É uma grande vergonha. O toque claramente é fora da área" - falou Paulo André.

O perfil oficial do Athletico-PR no Twitter foi irônico no minuto a minuto do jogo. "Fim de jogo. Furacão sofre gol de empate em pênalti que só o juiz viu", declarou.

Petraglia usa redes sociais para reclamar de VAR — Foto: Reprodução/Facebook

Repúdio

Após as fortes declarações dos dirigentes do clube paranaense, o Sindicato dos Trabalhadores da Arbitragem Esportiva do Estado RJ, divulgou nota em sua rede social defendendo a arbitragem. Segundo o Sintrace, transferir a responsabilidade do resultado para a arbitragem sem citar os próprios erros, não é razoável. A nota diz ainda que a afirmativa de que os árbitros estão errando contra seus interesses, sem citar os erros em favor dos mesmos, revela uma conduta pessoal que não condiz com a grandeza da entidade esportiva Athletico Paranaense, trazendo prejuízos a imagem, tanto do Campeonato, quanto dos árbitros e que tal fato pode provocar danos irreparáveis no seguimento do campeonato em detrimento do seu estado natural.

Veja a nota de repudio abaixo.

"Trata-se de reclamação em público do Diretor do Time Athletico Paranaense Sr. Mario Celso Petraglia, sobre os "erros" dos árbitros Rodrigo Carvalhães de Miranda e do Sr. Rodrigo Nunes de Sá, ambos do quadro do RJ, que teriam prejudicado o Clube em supracitado filiado a CBF.

Nota-se que existe um vício claro, onde se oculta os erros e limitações dos seus atletas, que inclusive perdeu um gol claríssimo no primeiro tempo quase dentro da pequena área, chutando a bola em cima do goleiro. A sua declaração não tem o condão motivar os avanços que requer o futebol e principalmente a arbitragem nacional. esta que deveria ser escalada pela ANAF ou ANEAB, na forma da lei 9615/98, art.88, caput.

Transferir a responsabilidade do resultado para a arbitragem sem citar os próprios erros, não é razoável.

A Afirmativa de que os árbitros estão errando contra seus interesses, sem citar os erros em favor dos mesmos, revela uma conduta pessoal que não condiz com a grandeza da entidade esportiva Athletico Paranaense, trazendo prejuízos a imagem, tanto do Campeonato, quanto dos Árbitros de Futebol Profissional.

Má fé não é relativa, mas sim certa, Real e Manifesta. Precisa demonstrar!

Incentivar a torcida a se manifestar e reagir, sem dar caminho, trata-se de uma conduta inconsequente, que pode inclusive configurar perturbação da tranquilidade, na forma di artigo 42 do Decreto-Lei 3688 /41, conhecido por Lei das Contravencoes Penais , que prevê a infração penal de perturbação de sossego ou trabalho alheios, in verbis...A contravenção penal, trazendo prejuízos de ordem Trabalhista, social e Criminal.

Tal conduta, inclusive menos ostensiva, tem sido aplicada com muita frequência,fazendo uso o poder de mídia para alavancar seus interesses dentro do campeonato, desde já na próxima partida. Não fosse assim teria ele a mesma voracidade nas declarações quando os erros fossem em favor dos seus interesses, primando pelo equilíbrio e lisura dentro do certame.

Tal fato pode provocar danos irreparáveis no seguimento do campeonato em detrimento do seu Estado Natural

Estamos de olho.

Vamos analisar a conduta dos membros da Comissão de árbitros da CBF.

Presidido por um SULISTA!!!!

Nosso departamento jurídico está em ciente do fato e em breve tomaremos as medidas cabíveis notificando caso Necessário o Ministério Público do Trabalho!

Sindicato é pra lutar.
Sindicato é a casa e a força do Trabalhador!

Venceremos!
"

Siga o Apitonacional nas redes sociais

Facebook.com/apitonacional

Twitter.com/apitonacional

Instagram/

Apitonacional, compromisso só com a verdade!

Publicidade

 

Copyright © 2009     -     www.apitonacional.com.br ® Todos os direitos reservados