Publicidade

 

 
 06/09/2018    17:03hs

SER UM ÁRBITRO DE FUTEBOL

Publicidade

Ao entrar no curso o entusiasmo toma conta, forma-se uma família entre os professores e os alunos. As aulas apresentam debates acalorados sobre as regras do futebol, a busca pelo conhecimento é incessante. Pois, não sai da cabeça de vocês, a vontade de entrar pela primeira vez em campo e apitar uma partida de futebol profissional, um CSA x CRB com o estádio cheio. Mas antes desta vontade, vocês irão se deparar com vários jogos amadores, percorrerão todo o estado, vários finais de semana longe dos familiares, com muitas dificuldades nos locais dos jogos, mas é ali que irão começar a sedimentar o conhecimento e ganharão experiência para iniciar a carreira profissional. Definitivamente entrarão no mundo da arbitragem.

Passado alguns anos, após cumprirem algumas etapas, serão convocados a apitar as primeiras partidas profissionais, na segunda e primeira divisão do nosso estado. Apitarão no Rei Pelé, no Coaracy da Mata, sentirão a importância de tornarem-se verdadeiramente árbitros de futebol profissionais. Serão chamado por muitos de “Professor”. E serão realmente cobrados e avaliados pela imprensa esportiva do nosso estado. Neste momento conquistarão o nome localmente. E vão escutar muito os seus nomes. “Fulano de tal” apita amanhã CSA x CRB pelo Campeonato Alagoano. O nome irá sair em todas as rádios, programas de TVs, sites e jornais. Se tornarão pessoas públicas. Não poderão mais ir para uma festa ou farrinha no dia anterior, precisarão cuidar da alimentação, treinarão quase todos os dias, enfim, toda rotina irá mudar. Pois agora, todos irão avaliar e emitir opiniões públicas sobre as suas atuações. Agora o foco e a dedicação terão que aumentar.

Logo após essa fase, vocês irão querer mais. Agora a meta será apitar fora do estado. Vão querer se tornar árbitros nacionais. As cobranças irão aumentar ainda mais, os testes físicos e testes teóricos com exigência da FIFA serão um grande obstáculo. Mas com força de vontade e dedicação vocês superarão todos eles e serão indicados pela Federação para atuar pela CBF, finalmente sendo indicados ao quadro de árbitros nacionais. Agora atuarão em todo país. Não serão mais chamados inicialmente pelo nome e sim pelo estado. E hoje quem apita Fluminense x Flamengo é o Alagoano “Fulano de tal”. Que orgulho vocês terão de representar o estado. Este vai ser um período de várias alegrias e também tristezas. Pois, as cobranças e as responsabilidades irão triplicar. Muitas das vezes irão sair felizes dos estádios e outras nem tanto. Felizes apenas pelos belos lugares que conhecerão e as novas amizades que farão.

Próximo e último passo, o sonho, ser indicado ao quadro de árbitros internacionais da FIFA. Deixando de ser “Fulano de tal”, de Alagoas, para ser o árbitro brasileiro que irá comandar a partida entre as seleções A e B. Esse é o período mais glorioso para qualquer árbitro, a meta agora é chegar a atuar em uma Copa do mundo. Mas chegar a este patamar não é nada fácil, quase impossível.

Mas depois de tudo isso, vem o tempo de parar, ou pela idade, ou pelo entendimento de que a sua contribuição já foi dada nos gramados, como foi o meu caso. Mas em qualquer dos estágios que alcançarem na arbitragem. Algumas mudanças em suas vidas irão acontecer.

Vocês serão mais:

1 – Disciplinados, pois os horários e diretrizes tem que ser cumpridos. Os jogos não começam atrasados.

2 – Organizados, pois a liturgia da arbitragem exige boa apresentação pessoal e execução de metas com eficiência.

3 – Éticos, pois a arbitragem exigirá excelente conduta e moralidade.

4 – Respeitadores, pois a arbitragem ensinará a respeitar as entidades e a cadeia hierárquica dos seus gestores.

5 – Educados, pois a arbitragem nos leva a ser cordiais com todos.

6 – Coletivos, pois o principal trabalho hoje na arbitragem é o de equipe.

7 – Mentalmente fortes, pois a arbitragem exigirá está sobre forte pressão sempre.

8 – Fisicamente preparados, pois algumas valências físicas são exigidas durante toda carreira.

9 – Líderes, pois terão que tomar várias decisões em 90 minutos.

10 – Família, pois nos momentos mais difíceis da carreira, vocês saberão valorizar ainda mais aqueles que estão do seu lado no dia a dia.

Portanto senhores, para finalizar:

Sejam bem vindo ao mundo da arbitragem, aproveitem a todos os momentos do curso, e quando se formarem e começarem a atuar vivam intensamente umas das funções mais prazerosas dentro do futebol, arbitragem para os que gostam passa muito rápido, mas quando chegarem ao fim, olhem para trás e digam que tiveram orgulho de ter sido árbitro de futebol.

Vamos aos trabalhos turma CFA. Muito obrigado.

Texto lido por mim na aula inaugural da CFA 2018/2019 CESMAC/FAF

Fonte: Texto e fotos charleshebert.com.br

Apitonacional, compromisso só com a verdade!

Publicidade

 

Copyright © 2009     -     www.apitonacional.com.br ® Todos os direitos reservados