Rapidinhas do Apito

 

 

 

 
Macron vestira árbitros europeus
 

22/05/2019 - A final da UEFA Champions League, no dia 1º de junho, entre Liverpool e Tottenham, marcará não somente o último jogo da temporada européia, como também a saída oficial da Adidas dos uniformes dos árbitros envolvidos nas competições da entidade.

A notícia confirma que a Adidas está mudando seu foco de investimentos e deixando de lado vários acordos, como o fornecimento de uniformes para seleções da Europa, que agora está com a Macron, além da bola oficial da Euro League, que agora é feita pela Molten.

A marca alemã tinha um contrato histórico com a UEFA para vestir os árbitros da entidade. Tinha. Não tem mais. Após a desistência da atual fornecedora, a União Européia abriu concorrência para os uniformes dos árbitros. As favoritas eram as gigantes Nike, Puma e Under Armour. Eram, mas quem venceu foi a Macron que corria por fora e fechou um contrato de três anos com o órgão europeu.

Dessa forma, até o final da temporada 2021/2022, a fabricante italiana vestirá árbitros, assistentes e também os árbitros de vídeo. O contrato engloba competições como Liga dos Campeões, Liga Europa e Supercopa da Europa (todas entre clubes) e a Eurocopa (entre seleções).

A Macron é uma fornecedora italiana com base em Crespellano, em Bolonha. Foi fundada em 1971 e iniciou seu negócio como distribuidor de produtos de beisebol para algumas marcas norte-americanas. Nos anos 90, iniciou a fabricação de produtos específicos para diversos esportes, como futebol, basquete, volei e beisebol.

Atualmente a marca é uma das principais fornecedoras esportivas da Europa estando atrás apenas da Nike e Adidas, e tem em seu portfólio importantes clubes como a Lazio, o Sporting, o Deportivo La Coruña, o Nice, Crystal Palace, Cagliari, Bologna, entre outros.

Publicidade

 
ESPN acerta com Renata Ruel
 

16/05/2019 - A ex-assistente de arbitragem da Federação Paulista de Futebol (FPF) e da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Renata Ruel Xavier de Brito, foi contratada pelo canal de esportes ESPN-Brasil, como comentarista de arbitragem, para substituir Sálvio Spínola Fagundes Filho, contratado recentemente pela Rede Globo de Televisão.

Renata tem 40 anos (12/12/1978), tem formação acadêmica em Administração pela PUC-SP e em Pedagogia pela Unimes. A ex-assistente é ainda pós-graduada em finanças e possuiu MBA em Gestão do Esporte pela FIA-SP e foi Secretaria Geral do Safesp (Sindicato dos Árbitros de Futebol do Estado de São Paulo) na gestão 2010-2014.

Formada pela escola de árbitros Flávio Iazzetti, da FPF em 2005, sendo integrada ao quadro estadual em seguida, foi promovida a relação nacional da CBF em 2011. Desligada oficialmente esta semana das funções na arbitragem para trabalhar como comentarista, ela fará sua estréia no próximo domingo, às 17h50, no programa Futebol na Veia.

Por Marçal

Tive o prazer de trabalhar com Renata Ruel quando integrávamos o Staff do sindicato paulista dos árbitros e sou testemunha da enorme capacidade profissional, da didática apurada, da sua honradez, da educação e humildade para com todos e a parabenizo pela função tão importante que passa agora a desempenhar e desejo todo sucesso do mundo para ela neste no novo desafio para qual tenho certeza que esta preparada.

 
Palestra de Arnaldo custa R$ 8 mil
 

29/04/2019 - O ex-árbitro e ex-comentarista de arbitragem da Rede Globo, Arnaldo César Coelho, 76 anos, aderiu à aposentadoria na TV no fim do ano passado, mas Arnaldo não parou de trabalhar. Além de estrelar comercial de telefonia, agora é palestrante.

O ex-comentarista conta todas as suas experiências profissionais no bate papo 'A Regra é Clara: aproveite as oportunidades', uma palestra que custa R$ 8 mil para os contratantes.

Na palestra, o ex-árbitro conta como aproveitou as oportunidades da vida para virar árbitro, para chegar à FIFA e também no trabalho no mercado financeiro, onde atuou por 40 anos.

 
Cartão vermelho da justiça
 

25/04/2019 - Um jogador, ao ser expulso de uma partida de futebol de salão, válida pelo campeonato municipal de Petrolândia, cidade de pouco mais de seis mil habitantes no Vale do Itajaí, deu um tapa no cartão vermelho, empurrou o árbitro e o xingou de "preto ladrão, nego safado e nego vagabundo". Além disso, fez ameaças ao árbitro precisando ser contido pelos policiais militares presentes no ginásio.

As ofensas e ameaças foram parar na justiça que condenou o agressor a um ano de prisão em regime aberto pelo crime de injúria racial, e a 15 dias de prisão simples pela prática da de vias de fato - ou seja, por causa do empurrão. Foi punido também com serviços à comunidade e multa de dois salários mínimos. Inconformado, o agressor recorreu a 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina que por unanimidade manteve a decisão do juiz Leandro Ernani Freitag da 2ª Vara da comarca de Ituporanga.

Os fatos ocorreram em setembro de 2015, no ginásio de esportes no centro de Petrolândia. Ainda no primeiro tempo da partida, o jogador agrediu um adversário e recebeu cartão amarelo. Na etapa complementar, de acordo com os autos, "ele deu uma voadeira em outro jogador" e foi expulso se revoltando contra o árbitro conforme autos da apelação criminal n. 0000340-34.2016.8.24.0035.
 

 
Sálvio na Globo
 

16/04/2019 - A Rede Globo contratou nesta terça-feira (16) o ex-árbitro FIFA Sálvio Spínola Fagundes Filho, atual comentarista de arbitragem na ESPN Brasil. Sálvio se junta aos ex-colegas de profissão, Paulo César de Oliveira e Sandro Meira Ricci na Central do Apito.

Spinola, que fica à disposição do canal ESPN até segunda-feira (22) e atuará nas finais dos campeonatos estaduais, estreara na nova emissora no começo do Campeonato Brasileiro, que começa no fim deste mês.

Além de deixar os canais ESPN, onde está desde 2013 para trabalhar na Globo, Sálvio terá de abrir mão do cargo de consultor no Internacional de Porto Alegre, cargo que ocupou recentemente.

 
Rabello não é mais chefe dos árbitros cariocas
 

14/04/2019 - Jorge Fernando Rabello não é mais presidente da comissão de arbitragem do Rio de Janeiro. Segundo as informações, ele deixa o cargo definitivamente no apito final do Campeonato Carioca, entre Flamengo e Vasco, no próximo domingo (21). O substituto será o atual vice-presidente José Carlos Santiago. Como na CBF, que manteve Cel. Marinho empregado, Rabello não deixará a FERJ, passará a comandar a Comissão de Planejamento, Desenvolvimento Técnico e Análise de Desenvolvimento.

Desde 2015 Rabello vem sofrendo denuncias no MP. Dentre as suspeitas que pairam sobre Rabello e seu grupo está o uso de dinheiro da cooperativa e do sindicato dos árbitros cariocas para compras pessoais, como roupas e jóias.

A FERJ (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) vai realizar uma reestruturação na arbitragem do estado. Vai criar novos departamentos e mudar alguns dirigentes de cargos. Todos eles sob comando de Luiz Mairovicth que passa a ser o braço direito do Presidente Rubens Lopes.

Veja abaixo como vai ficar a composição do departamento de arbitragem carioca.

Escola de Arbitragem: Prof. Doutor Carlos Elias Pimentel (Diretor da Escola).

Comissão de Planejamento, Desenvolvimento Técnico e Análise de Desempenho: Jorge Rabello (Presidente).

Comissão Operacional de Arbitragem: José Carlos Santiago (Presidente).

Ainda será designado comandantes para Corregedoria Geral da Arbitragem e Comissão de Ética e Disciplina.

 
Intervenção no SAPERJ
 

28/02/2019 - A Justiça do Rio de Janeiro determinou na quarta-feira (27) a intervenção do Sindicato dos Árbitros do Rio de Janeiro (Saperj) pelos próximos 90 dias. Estão sendo apuradas possíveis irregularidades cometidas pelo sindicato, pela FERJ e pelo presidente da Comissão de Arbitragem Jorge Fenando Rabello. A decisão foi dada pela juíza Gabriela Canellas Cavalcanti, da 67ª Vara do Trabalho.

Com a intervenção, uma junta formada por três advogados da Comissão da Justiça do Trabalho da OAB-Rj vai assumir o sindicato. A intenção será garantir a realização das eleições, que estão sendo postergadas desde dezembro de 2018. O não cumprimento, acarretaria em multa diária de R$ 5 mil e apuração de crime de desobediência.

A denúncia partiu da oposição. Jorge Rabello, Messias José Pereira e outros comandantes da arbitragem do Rio já estão na mira da Justiça há anos. Rabello comanda há 10 anos a Comissão e é suspeito na participação de diversas irregularidades tanto no sindicato como na cooperativa dos árbitros.

 
Portugal reajusta taxas em 10%
 

22/02/2019 - A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) chegou a um acordo com a Liga para o aumento nas taxas dos árbitros nas competições profissionais. O aumento será de 10% nos valores dos jogos, com efeitos retroativos ao início desta temporada.

As taxas não eram reajustadas desde 2009 e agora os árbitros passam a receber 1476 euros *(R$ 6.305,57) por partida na Primeira Liga e 1032 euros *(R$ 4.408,77) na Segunda Liga.

*Pela conversão do dia 1 Euro= R$ 4,27 reais.

O acordo foi sacramentado após longas negociações entre a APAF (Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol) e a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Com o entendimento, os árbitros passaram a utilizar novamente o logotipo da Liga “NOS”.

 
Testes CBF
 

21/02/2019 - A Federação Maranhense de Futebol esta realizando testes com árbitros do estado do quadro nacional da CBF. Ao todo, vinte e quatro pessoas entre árbitros, assistentes e analistas serão avaliados.

As atividades, físicas e teóricas, ficarão sob comando do instrutor físico da CBF, Francisco José Soares, também conhecido como Franzé. O instrutor, que é de Fortaleza no Ceará, desembarcou nesta quinta-feira (21) em São Luís, para a realização dos testes.

Segundo programação da FMF, as atividades terão inicio às 14h da sexta-feira (22), com a aplicação de testes teóricos, no auditório do TJD da Federação. Já os testes físicos ocorrerão na pista de Atletismo da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), a partir das 17hs  com o preparador Carlos Augusto Alves Pereira com supervisão de Francisco José.

 


Fechar

Publicidade

Copyright © 2009     www.apitonacional.com.br ® Todos os direitos reservados

Publicidade