Rapidinhas do Apito

 

 

 

 
Cara ou coroa
 

15/11/2018 - O insólito aconteceu num jogo de futebol feminino em Inglaterra. A Federação inglesa suspendeu o árbitro David McNamara depois deste ter esquecido de levar uma moeda para cara-coroa no jogo entre o Manchester City e o Reading, obrigando as capitães das equipes decidirem campo ou bola no tradicional "pedra, papel e tesoura".*

O organismo do futebol inglês decidiu punir o árbitro com uma suspensão de 21 dias, uma vez que as leis do jogo obrigam que a escolha seja feita com uma moeda. Joanna Stimpson, que chefiaa arbitragem na "Women's Super League", justificou a decisão do árbitro, Segundo ele a partida foi transmitida na TV e o árbitro não quis perder tempo procurarando uma moeda.

* Pedra, papel e tesoura é um jogo de mãos recreativo e simples para duas ou mais pessoas, que não requer equipamentos nem habilidade. Os jogadores devem simultaneamente esticar a mão, na qual cada um formou um símbolo (que significa pedra, papel ou tesoura). Então, os jogadores comparam os símbolos para decidir quem ganhou. A pedra é simbolizada por um punho fechado; a tesoura por dois dedos esticados e o papel pela mão aberta. Caso dois jogadores façam o mesmo gesto, ocorre um empate e se joga de novo até desempatar.

Publicidade

 
Colunista
 

19/10/2018 - Oscar Roberto Godoi vai assinar uma coluna no UOL Esporte a partir da próxima segunda-feira (22). Duas vezes por semana, o ex-árbitro da FIFA vai discutir a arbitragem do futebol brasileiro com o carisma peculiar que o transformou em um dos ícones da área nos últimos anos.

Árbitro internacional até 2000, Godoi foi um dos principais árbitros brasileiro da década de 90. Apitou, por exemplo, a final da Copa do Brasil de 1994 (entre Grêmio e Ceará) e a decisão da Copa João Havelange de 2000 (entre Vasco e São Caetano), além de estar no centro de uma série de jogos importantes.

Deixou os gramados em 2001 para virar comentarista de arbitragem. Entre 2002 e 2017, passou por TV Record, Rede Bandeirantes e TV Gazeta. Em rádios, falou de arbitragem na Transamérica. Godoi vai escrever para o UOL Esporte na seção Campo Livre sempre as segundas e sextas-feiras.

 

Morre Milton Caetano
 

11/09/2018 - Faleceu na ultima quinta-feira (06), em São Bernardo do Campo, Milton Caetano, ex observador de arbitragem da Federação Paulista de Futebol (FPF), que estava internado há 24 dias. A causa morte não foi informada.

Milton Caetano era árbitro formado, mas nunca exerceu a função preferindo atuar como observador de árbitros, hoje analista de campo, chegando a coordenador de delegados da FPF sendo o responsável pela escalas da função nos jogos das competições da entidade.

Milton Caetano morava no bairro do Jabaquara em São Paulo, deixa esposa, uma filha (Patrícia) e um neto (Lucas). Foi sepultado na tarde (15h) do feriado da independência do Brasil (7) no Cemitério Jardim das Colinas, no bairro Baeta Neves em São Bernardo do Campo.

A missa de sétimo dia será nesta quarta-feira (12), às 20hs na Igreja São Judas Tadeu, próximo ao metro São Judas.

 
Jogador atira contra torcida
 

16/08/2018 - Uma partida de torneio amador de futebol, categoria Sub-17, no Piauí, terminou de forma bastante tensa. Um jogador ainda não identificado deixou o gramado e retornou ao campo com uma arma de fogo efetuando dois disparos que atingiram um torcedor na arquibancada. O episódio aconteceu no Parque Piauí, zona sul de Teresina.

De acordo com testemunhas, uma briga durante o jogo motivou o ataque. A Polícia Militar segue em busca do autor dos disparos. A pessoa atingida foi internada.

Não é o primeiro episódio violento do futebol amador do Piauí. Há poucos dias, um árbitro foi agredido dentro de campo por causa da marcação de uma falta cometida por um dos jogadores. Em outra passagem lamentável, registrada em Teresina, uma partida também do Sub-17, teve o juiz cercado por torcedores insatisfeitos com o resultado do confronto.

 
Portugal: ex-árbitros atuarão no VAR
 

05/08/2018 - O Regulamento de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) para esta temporada tem como principal novidade a criação de uma categoria para o árbitro de vídeo (VAR), função que agora poderá ser desempenhada também por ex-árbitros.

Além dos 30 principais árbitros do país, classificados nas categorias C1 Pro e C1, o regulamento agora permite que ex-árbitros também possam exercer a função. Porém o regulamento só permite ex-árbitros que pertenciam a uma das duas categorias no momento da aposentadoria, que tenham encerrado a carreira até 30 de junho de 2018 e que tenham menos de três anos de inatividade na função.

O árbitro de vídeo foi introduzido na I Liga portuguesa na temporada passada e a novidade já estava previsto desde o início do processo de implementação do VAR no futebol português

 
CBF zera custo com árbitro de vídeo
 

04/08/2018 - A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) fechou parceria com a SEMP TCL, que já patrocina o uniforme dos árbitros, para implementar o sistema VAR (árbitro de vídeo). A subsidiaria de eletrônicos fundada em 1942 fechou acordo para ter a marca exposta no sistema em troca da exposição nos 14 jogos finais da Copa do Brasil em que o sistema foi implementado. A SEMP TCL investiu R$ 700 mil.

Além da exposição, a TCL terá prioridade na renovação do acordo para 2019, quando a CBF deve implementar o sistema no Campeonato Brasileiro.

A marca forneceu os equipamentos de vídeo que mostram as imagens e, em troca, teve a logomarca exposta na parte superior da sala onde ficam os árbitros.

 
Mão pesada
 

03/07/2018 - As mas arbitragens no certame nacional (Girabola) fizeram com que a Federação Angolana de Futebol (FAF) punisse seus árbitros. O Conselho Central de Árbitros deste organismo suspendeu cinco árbitros que cumprirão castigos com prazos diferentes. Bernardo Moreira, que dirigiu o polêmico jogo da 16ª jornada, em que o 1º de Agosto empatou a uma bola frente ao Progresso do Sambizanga, foi o mais castigado, com 75 dias.

Já Carlos Armando da Silva, que apitou o jogo entre o Domant FC do Bengo e o Bravos do Maquis, na 5ª jornada, foi suspenso por 60 dias. Os árbitros Tânia Duarte e José Álvaro não vão apitar jogos durante o mesmo período de tempo. Finalizando a lista, Miguel Julião Mateus, que dirigiu o desafio entre o Bravos do Maquis e Progresso do Sambizanga, referente à 10ª jornada, teve a suspensão mais pequena: 45 dias.

Face a ‘mão pesada’, aplicada pelo Conselho Central de Árbitros da FAF, espera-se que nas próximas jornadas os profissionais da arbitragem tenham maior cuidado e atenção na análise das situações de jogo. Ultimamente, vários dirigentes têm-se queixado de uma suposta simpatia de alguns árbitros por determinados clubes do campeonato angolano.

 

Aposentadoria

 

20/06/2018 - O ex-árbitro e atual comentarista de arbitragem da Rede Globo, Arnaldo César Coelho, está pensando seriamente em se aposentar. O comentarista revelou este desejo a jornalista Débora Pradella, da Rádio Gaúcha e do jornal Zero Hora. Arnaldo admitiu que a Copa do Mundo da Rússia pode ser a sua última trabalhando.

Com 75 anos de idade, o ex FIFA diz que sente a necessidade de aproveitar melhor a vida com a família.

“Eu tô pensando seriamente em parar nessa Copa do Mundo. Entrei na Globo em 1989 e desde 1990 fui para todas as Copas. O tempo foi passando e eu senti agora que já estou numa idade em que eu tenho que aproveitar um pouco mais da vida” - explicou o fiel escudeiro de Galvão Bueno.

Arnaldo apitou durante 25 anos tendo atuado em duas Copa do Mundo, na Argentina em 1978 e na Espanha em 1982 onde apitou a partida mais importante da sua carreira, a final da Copa onde a Itália venceu a Alemanha por 3 a 1.

 
Árbitro renuncia à Copa após suborno
 

14/06/2018 - Adel Range Marwa, o único árbitro queniano que estava selecionado para atuar na Copa do Mundo da Rússia 2018, renunciou à maior competição de futebol do planeta após ser flagrado aceitando uma tentativa de suborno armada por Anas Aremeyaw Anas, jornalista da BBC que o abordou disfarçado de dirigente.

Aremeyaw abordou o árbitro queniano durante a Copa Africana das Nações, se passando por um oficial do futebol de Gana e oferecendo a ele 600 dólares. O jornalista flagrou com uma câmera o momento em que o árbitro aceitou sua oferta.

 
Árbitros usarão Kappa no Brasileiro
 

11/04/2018 - A Kappa, empresa italiana de materiais esportivos fundada em 1916 em Turim, será a nova fornecedora dos uniformes dos árbitros da CBF a partir desta temporada 2018. O acordo inicialmente é válido por um ano, com preferência para renovação. A estréia acontecerá na próxima sexta-feira (13) quando inicia a Série B.

Os uniformes dos árbitros eram fornecidos pela Topper desde 2016, mas a empresa brasileira da holding BR Sports, criada em 1975 e tem sede em São Paulo, que enfrenta grave crise financeira, desistiu da propriedade e quis permanecer apenas com a distribuição de bolas a partir de 2018.

O contrato não prevê aporte financeiro pelo fornecimento do material, mas a empresa será obrigada a fornecer 615 kits por temporada. Segundo informe da CBF, os uniformes serão entregues às Federações até o dia 27/04 (sexta-feira).

A entidade informou ainda que a campanha institucional, chamada SOMOS IGUAIS, serão substituída pela campanha TODOS IGUAIS.

 
Vai processar
 

27/03/2018 - O arbitro Igor Júnio Benevenuto, decidiu acionar o América Mineiro na justiça. A decisão se deu após as ofensas dirigidas a ele por jogadores e dirigentes do Coelho após a última partida do clube contra o Atlético-MG, no meio da semana passada. Um membro da diretoria do clube chegou a postar em uma rede social a imagem do escudo do Atlético-MG com as siglas da Federação Mineira de Futebol.

“A partir do momento que essas críticas passam para o lado pessoal, com lado de suspeita de alguma interferência da arbitragem ou de algum árbitro, a gente precisa ter responsabilidade no que a gente fala. Eles falam que a gente entra no campo pesando a camisa do Atlético, que a gente entra com papelzinho na mão para olhar quem tem cartão, quem não tem cartão. Então, tem que esclarecer isso de uma forma mais clara para o público, para os torcedores, para a imprensa, para todo mundo em geral que vive o mundo do futebol. Quando uma pessoa entra falando que está uma roubalheira na arbitragem, então a pessoa tem que provar isso” - disse Benevenuto em entrevista a Rádio Itatiaia.

 
CEAF-RJ afasta árbitros
 

05/03/2018 - A Comissão de Arbitragem da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ) presidida pelo ex-árbitro Jorge Fernando Rabello, afastou o árbitro João Batista de Arruda e o assistente Luiz Muniz de Oliveira por conta de erros no clássico do ultimo sábado (3) entre Flamengo e Botafogo disputado no Estádio do Engenhão na capital carioca, válido pela terceira rodada da Taça Rio.

A arbitragem foi polêmica com pelo menos dois erros de arbitragem, um ajustado e o outro de interpretação. O primeiro foi cometido pelo assistente que atrasado na jogada, validou gol do Flamengo, marcado por Rhodolfo, que estava em posição irregular, porém nada de exagerado que merecesse punição ao assistente. O outro erro foi do árbitro ao não expulsar o atacante Leandro Carvalho, do Botafogo, que teria agredido Vinicius Junior. No lance, o atleta alvinegro recebeu apenas o cartão amarelo.

Segundo informado, os afastados passarão por treinamentos específicos antes de retornarem a atuar no Campeonato Carioca.

 

Conmebol troca árbitro de Flamengo x River
 

26/02/2018 - A Conmebol divulgou a substituição do árbitro da partida entre Flamengo e River Plate. Escolhido anteriormente, Victor Hugo Carrillo, do Peru, teve um problema de saúde – que não foi especificado – apresentado nos exames médicos. Por conta disso, a Comissão de Árbitros o substituiu por Michael Espinoza, também do Peru.

“Informamos que o árbitro principal, Sr. Victor Hugo Carillo (Peru), designado para a partida de referência, apresentou problemas de saúde em 26 de fevereiro, detectados nos exames médicos, impedindo-o de liderar a partida. Por este motivo, a Comissão de Árbitros decidiram realizar a substituição e convocaram o árbitro Sr. Michael Espinoza (Peru), para cumprir a mesma função”.

Flamengo e River Plate se enfrentam na próxima quarta-feira, 28 de fevereiro, no Engenhão. A partida será válida pela primeira rodada da fase de grupos da Libertadores e não terá a presença de torcedores, por conta dos atos de vandalismo na final da Copa Sul-Americana, em dezembro de 2017.

No ano passado Espinoza apitou a goleada por 4 a 0 do Rubro Negro sobre a Chapecoense pela Copa Sul-americana no Rio de Janeiro. A Chape reclamou muito da atuação da arbitragem no confronto.

 
Adicionais de volta no Campeonato Mineiro
 

26/02/2018 - Os árbitros adicionais, aqueles que ficam na linha de fundo próximo aos gols, voltarão a atuar a partir das quartas de final do Campeonato Mineiro. Muitos torcedores sentiram a falta dos adicionais durante o polêmico clássico pela sétima rodada entre América e Atlético onde lances em cima da linha geraram dúvidas e muita reclamações do Coelho.

REVOLTA
A partida teve um gol do Galo validado e outro do América anulado em situações semelhantes, gerando revolta dos torcedores e da diretoria do clube alviverde.

CUSTO
A decisão de não utilizar este tipo de árbitro na 1ª fase do Estadual partiu da própria Federação Mineira de Futebol (FMF) e da comissão de arbitragem da entidade. A alegação é o alto custo envolvido e uma carência de profissionais de arbitragem. No Brasil, a decisão de trabalhar ou não com árbitros adicionais cabe a cada federação.

 
Conmebol convoca árbitras brasileiras
 

21/02/2018 - A Conmebol convocou árbitras e assistentes brasileiras para a Copa América Feminina e para o Sul-Americano Feminino Sub-17. A Copa América Feminina será disputada no Chile entre os dias 4 e 22 de abril. Já o Sul-Americano Feminino Sub-17 será disputado na Argentina entre 7 e 25 de março.

Para a Copa América foram convocadas a árbitra paranaense Edina Alves Batista e as assistentes Neuza Inês Back de Santa Catarina e a Paulista Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo. Para o Sul-Americano foram convocadas a árbitra Deborah Cecília Cruz Correia de Pernambuco e as assistentes Márcia Bezerra Lopes Caetano de Rondônia e Daiane Caroline Muniz dos Santos do Mato Grosso do Sul.

 
Adidas deixará uniformes de árbitros da Uefa
 

30/01/2018 - A Adidas deixará de vestir os árbitros da UEFA a partir da próxima temporada. Por enquanto, sabe-se apenas que concorrência será realizada em breve e Nike, Puma e Under Armour disputarão o posto. Esta é a segunda vez em pouco mais de três meses que a marca alemã encerra um contrato com a Uefa. Em outubro, a marca já havia perdido os uniformes de arbitragem de uma competição específica organizada pela Uefa, a Liga Europa.

De acordo com a entidade, a futura empresa será responsável pelo desenvolvimento das camisas dos árbitros em competições organizadas por ela até o final da temporada 2021/2022. Isso significa que a nova marca vai aparecer nos árbitros na Liga dos Campeões, Liga Europa, Supercopa da Europa e também na Eurocopa.

Esta é a primeira vez que a UEFA faz contratos individuais para seus dois principais torneios de clubes no Velho Continente. O acordo envolve também torneios de menor expressão, como Super Taça Europeia, Liga UEFA da Juventude e a Taça UEFA de Futsal.

 
TAG Heuer patrocinara arbitragem na Libertadores
 

18/01/2018 - A TAG Heuer, empresa suíça fabricante de relógios esportivos e cronômetros, fechou contrato com a Confederação Sul-americana de Futebol (Conmebol) e será cronometrista oficial da principal competição sul-americana nas temporadas de 2018 e 2019.

O anúncio foi feito em Buenos Aires, durante a final da Copa Libertadores do ano passado, quando o Grêmio conquistou o tricampeonato do torneio ao bater o time local Lanús.

Pelo acordo, todos os árbitros do quadro da Conmebol receberão um relógio da marca, modelo Connected Modular 45, que possui um dispositivo especial que permitirá a cada um controlar o tempo durante toda a partida em que estiverem trabalhando. O modelo, ao preço médio de 10 mil reais, é equipado com processador Intel Atom Z34XX, tem 512 MB de memória e quatro GB para armazenamento. Conta ainda com GPS, sistema operacional Andróide Wear 2.0,Wi-Fi, Bluetooth e acesso a internet.

A marca suíça ainda terá visibilidade no painel utilizado pelo quarto árbitro para indicar substituições e acréscimos.

Com a Libertadores, a TAG Heuer expande ainda mais a longa lista de parceiros no esporte. Só no futebol, a marca suíça possui contratos com o Manchester United, a seleção da Austrália e algumas das maiores ligas do mundo, como Premier League (Inglaterra), Bundesliga (Alemanha), La Liga (Espanha), Ligue 1 (França) e Major League Soccer (EUA). Ligas menores, como a chinesa e a japonesa, além da Copa Asiática, também são cronometradas pela empresa.

Os valores do acordo não foram revelados, mas em off, um dirigente da entidade sul-americana, disse que a empresa suíça pagara algo em torno de 5 milhões de dólares pelas duas temporadas.

 


Fechar

Publicidade

Copyright © 2009     www.apitonacional.com.br ® Todos os direitos reservados

Publicidade