Rapidinhas do Apito

 

 

 

 
  Árbitros usarão Kappa no Brasileiro
 

11/04/2018 - A Kappa, empresa italiana de materiais esportivos fundada em 1916 em Turim, será a nova fornecedora dos uniformes dos árbitros da CBF a partir desta temporada 2018. O acordo inicialmente é válido por um ano, com preferência para renovação. A estréia acontecerá na próxima sexta-feira (13) quando inicia a Série B.

Os uniformes dos árbitros eram fornecidos pela Topper desde 2016, mas a empresa brasileira da holding BR Sports, criada em 1975 e tem sede em São Paulo, que enfrenta grave crise financeira, desistiu da propriedade e quis permanecer apenas com a distribuição de bolas a partir de 2018.

O contrato não prevê aporte financeiro pelo fornecimento do material, mas a empresa será obrigada a fornecer 615 kits por temporada. Segundo informe da CBF, os uniformes serão entregues às Federações até o dia 27/04 (sexta-feira).

A entidade informou ainda que a campanha institucional, chamada SOMOS IGUAIS, serão substituída pela campanha TODOS IGUAIS.

Publicidade

 
Vai processar
 

27/03/2018 - O arbitro Igor Júnio Benevenuto, decidiu acionar o América Mineiro na justiça. A decisão se deu após as ofensas dirigidas a ele por jogadores e dirigentes do Coelho após a última partida do clube contra o Atlético-MG, no meio da semana passada. Um membro da diretoria do clube chegou a postar em uma rede social a imagem do escudo do Atlético-MG com as siglas da Federação Mineira de Futebol.

“A partir do momento que essas críticas passam para o lado pessoal, com lado de suspeita de alguma interferência da arbitragem ou de algum árbitro, a gente precisa ter responsabilidade no que a gente fala. Eles falam que a gente entra no campo pesando a camisa do Atlético, que a gente entra com papelzinho na mão para olhar quem tem cartão, quem não tem cartão. Então, tem que esclarecer isso de uma forma mais clara para o público, para os torcedores, para a imprensa, para todo mundo em geral que vive o mundo do futebol. Quando uma pessoa entra falando que está uma roubalheira na arbitragem, então a pessoa tem que provar isso” - disse Benevenuto em entrevista a Rádio Itatiaia.

 
CEAF-RJ afasta árbitros
 

05/03/2018 - A Comissão de Arbitragem da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ) presidida pelo ex-árbitro Jorge Fernando Rabello, afastou o árbitro João Batista de Arruda e o assistente Luiz Muniz de Oliveira por conta de erros no clássico do ultimo sábado (3) entre Flamengo e Botafogo disputado no Estádio do Engenhão na capital carioca, válido pela terceira rodada da Taça Rio.

A arbitragem foi polêmica com pelo menos dois erros de arbitragem, um ajustado e o outro de interpretação. O primeiro foi cometido pelo assistente que atrasado na jogada, validou gol do Flamengo, marcado por Rhodolfo, que estava em posição irregular, porém nada de exagerado que merecesse punição ao assistente. O outro erro foi do árbitro ao não expulsar o atacante Leandro Carvalho, do Botafogo, que teria agredido Vinicius Junior. No lance, o atleta alvinegro recebeu apenas o cartão amarelo.

Segundo informado, os afastados passarão por treinamentos específicos antes de retornarem a atuar no Campeonato Carioca.

 

Conmebol troca árbitro de Flamengo x River
 

26/02/2018 - A Conmebol divulgou a substituição do árbitro da partida entre Flamengo e River Plate. Escolhido anteriormente, Victor Hugo Carrillo, do Peru, teve um problema de saúde – que não foi especificado – apresentado nos exames médicos. Por conta disso, a Comissão de Árbitros o substituiu por Michael Espinoza, também do Peru.

“Informamos que o árbitro principal, Sr. Victor Hugo Carillo (Peru), designado para a partida de referência, apresentou problemas de saúde em 26 de fevereiro, detectados nos exames médicos, impedindo-o de liderar a partida. Por este motivo, a Comissão de Árbitros decidiram realizar a substituição e convocaram o árbitro Sr. Michael Espinoza (Peru), para cumprir a mesma função”.

Flamengo e River Plate se enfrentam na próxima quarta-feira, 28 de fevereiro, no Engenhão. A partida será válida pela primeira rodada da fase de grupos da Libertadores e não terá a presença de torcedores, por conta dos atos de vandalismo na final da Copa Sul-Americana, em dezembro de 2017.

No ano passado Espinoza apitou a goleada por 4 a 0 do Rubro Negro sobre a Chapecoense pela Copa Sul-americana no Rio de Janeiro. A Chape reclamou muito da atuação da arbitragem no confronto.

 
Adicionais de volta no Campeonato Mineiro
 

26/02/2018 - Os árbitros adicionais, aqueles que ficam na linha de fundo próximo aos gols, voltarão a atuar a partir das quartas de final do Campeonato Mineiro. Muitos torcedores sentiram a falta dos adicionais durante o polêmico clássico pela sétima rodada entre América e Atlético onde lances em cima da linha geraram dúvidas e muita reclamações do Coelho.

REVOLTA
A partida teve um gol do Galo validado e outro do América anulado em situações semelhantes, gerando revolta dos torcedores e da diretoria do clube alviverde.

CUSTO
A decisão de não utilizar este tipo de árbitro na 1ª fase do Estadual partiu da própria Federação Mineira de Futebol (FMF) e da comissão de arbitragem da entidade. A alegação é o alto custo envolvido e uma carência de profissionais de arbitragem. No Brasil, a decisão de trabalhar ou não com árbitros adicionais cabe a cada federação.

 
Conmebol convoca árbitras brasileiras
 

21/02/2018 - A Conmebol convocou árbitras e assistentes brasileiras para a Copa América Feminina e para o Sul-Americano Feminino Sub-17. A Copa América Feminina será disputada no Chile entre os dias 4 e 22 de abril. Já o Sul-Americano Feminino Sub-17 será disputado na Argentina entre 7 e 25 de março.

Para a Copa América foram convocadas a árbitra paranaense Edina Alves Batista e as assistentes Neuza Inês Back de Santa Catarina e a Paulista Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo. Para o Sul-Americano foram convocadas a árbitra Deborah Cecília Cruz Correia de Pernambuco e as assistentes Márcia Bezerra Lopes Caetano de Rondônia e Daiane Caroline Muniz dos Santos do Mato Grosso do Sul.

 
Adidas deixará uniformes de árbitros da Uefa
 

30/01/2018 - A Adidas deixará de vestir os árbitros da UEFA a partir da próxima temporada. Por enquanto, sabe-se apenas que concorrência será realizada em breve e Nike, Puma e Under Armour disputarão o posto. Esta é a segunda vez em pouco mais de três meses que a marca alemã encerra um contrato com a Uefa. Em outubro, a marca já havia perdido os uniformes de arbitragem de uma competição específica organizada pela Uefa, a Liga Europa.

De acordo com a entidade, a futura empresa será responsável pelo desenvolvimento das camisas dos árbitros em competições organizadas por ela até o final da temporada 2021/2022. Isso significa que a nova marca vai aparecer nos árbitros na Liga dos Campeões, Liga Europa, Supercopa da Europa e também na Eurocopa.

Esta é a primeira vez que a UEFA faz contratos individuais para seus dois principais torneios de clubes no Velho Continente. O acordo envolve também torneios de menor expressão, como Super Taça Europeia, Liga UEFA da Juventude e a Taça UEFA de Futsal.

 
TAG Heuer patrocinara arbitragem na Libertadores
 

18/01/2018 - A TAG Heuer, empresa suíça fabricante de relógios esportivos e cronômetros, fechou contrato com a Confederação Sul-americana de Futebol (Conmebol) e será cronometrista oficial da principal competição sul-americana nas temporadas de 2018 e 2019.

O anúncio foi feito em Buenos Aires, durante a final da Copa Libertadores do ano passado, quando o Grêmio conquistou o tricampeonato do torneio ao bater o time local Lanús.

Pelo acordo, todos os árbitros do quadro da Conmebol receberão um relógio da marca, modelo Connected Modular 45, que possui um dispositivo especial que permitirá a cada um controlar o tempo durante toda a partida em que estiverem trabalhando. O modelo, ao preço médio de 10 mil reais, é equipado com processador Intel Atom Z34XX, tem 512 MB de memória e quatro GB para armazenamento. Conta ainda com GPS, sistema operacional Andróide Wear 2.0,Wi-Fi, Bluetooth e acesso a internet.

A marca suíça ainda terá visibilidade no painel utilizado pelo quarto árbitro para indicar substituições e acréscimos.

Com a Libertadores, a TAG Heuer expande ainda mais a longa lista de parceiros no esporte. Só no futebol, a marca suíça possui contratos com o Manchester United, a seleção da Austrália e algumas das maiores ligas do mundo, como Premier League (Inglaterra), Bundesliga (Alemanha), La Liga (Espanha), Ligue 1 (França) e Major League Soccer (EUA). Ligas menores, como a chinesa e a japonesa, além da Copa Asiática, também são cronometradas pela empresa.

Os valores do acordo não foram revelados, mas em off, um dirigente da entidade sul-americana, disse que a empresa suíça pagara algo em torno de 5 milhões de dólares pelas duas temporadas.

 


Fechar

Publicidade

Copyright © 2009     www.apitonacional.com.br ® Todos os direitos reservados

Publicidade